Buscar
  • PIBBC

A INSPIRAÇÃO DO REI

Acredita-se que a insensatez de Nabal fosse tamanha que ele, na sua embriaguez, perdeu a noção de quem era Davi e do que ele era capaz com quem atravessava o seu caminho.


Mas, os seus empregados estavam todos em seu juízo perfeito, e conheciam a fama do grande guerreiro do exército de Israel: “Saul matou mil, Davi matou dez mil”. Eles sabiam muito bem o que os esperava e temendo por suas vidas buscaram socorro em Abigail, relatando o ocorrido.


Certamente todos os sentidos de Abigail foram aguçados naquele momento, enquanto ela colocava em prática a estratégia de um plano que pudesse aplacar a ira de um monarca, enfurecido pelos insultos do seu marido. Ela e toda a sua casa estavam sob a ameaça de morte!

Não era uma tarefa fácil e o minúsculo universo de Abigail agigantou-se enquanto ela assumia a mediação da fúria entre dois homens poderosos: de um lado o seu marido (que agira tolamente) e do outro, o futuro rei de Israel (prestes a agir tolamente).


Ao primeiro, ela não tinha condições de recorrer, pois continuava bêbado, festejando a sua fortuna, como se fosse o dono do mundo, como muitos que decretam sentenças piores do que a morte para populações inteiras, com suas consciências cauterizadas e os ventres famintos.


A sua esperança estava no segundo, um homem bom e honrado “o homem segundo o coração de Deus”, um ungido do Senhor para comandar os destinos de Israel, após Saul. Como aplacar a ira daquele homem tão injustamente ofendido e fazê-lo recuperar a razão?

Estas e milhões de outras perguntas devem ter passado pela cabeça aflita de Abigail enquanto reunia uma grande quantidade das melhores iguarias da sua casa para ofertar, embora tardiamente, na esperança de tempo para desculpar-se!


E sem olhar para trás, partiu rumo ao desconhecido, liderando uma pequena comitiva de empregados e animais de carga, disposta a vencer a quem procurasse impedi-la e alcançar compaixão junto ao coração de Davi, que já estava a caminho, com duzentos dos seus homens dispostos a não deixar pedra sobre pedra. Quem já não passou por uma situação em que toda a sabedoria parece não ser o suficiente?


Era o que ela deveria estar se questionando, e enquanto descia as encostas do morro com a sua valiosa carga e o coração cheio de esperança, Davi surgia ao seu encontro, furioso e ameaçador!


Abigail não hesitou e lançando-se aos seus pés com o rosto por terra, clamou: “Meu senhor, eu, tua serva, não vi os moços de meu senhor... Perdoa, pois, à tua serva esta transgressão, porque, meu senhor, guerreia as guerras do SENHOR, e não se tem achado mal em ti. Então, não te será por tropeço, nem por pesar no coração, o sangue que sem causa derramaste, nem tampouco por ter se vingado, o meu senhor, a si mesmo”. 1 Samuel 25: 24-32



Rosa Helena R. de Camargo

Revisão Digital: Sol Carvalho


(continua no próximo post)

1 visualização

Posts recentes

Ver tudo
LOCALIZAÇÃO

Rua Dom Luiz, 619 - Vila Real Balneário Camboriú/SC 

88337-100

FALE CONOSCO

(47) 3361-1260

pibbc@hotmail.com

  • Facebook Igreja Batista em Balneário Camboriú
  • Instagram Igreja Batista em Balneário Camboriú

© 2019 por PIBBC