Buscar
  • PIBBC

OBTENDO A APROVAÇÃO DE DEUS

Nosso texto de hoje é baseado na história de Elias e Eliseu que está em 2 Reis 2:1-6.


Lá lemos que antes de Elias subir ao céu, Eliseu tinha de ser testado. Então, Elias falou a Eliseu para permanecer em Gilgal, enquanto ele mesmo prosseguiria para Betel. Eliseu se recusou a ficar para trás, mas estava determinado a ir com Elias. Em Betel, Elias novamente tentou se livrar de Eliseu, dizendo que tinha de ir a Jericó, mas Eliseu grudou nele como uma sanguessuga.


Finalmente, em Jericó, Eliseu foi testado mais uma vez de uma forma similar. Novamente, Eliseu passou no teste de persistência e acompanhou Elias ao Jordão. Foi assim que ele conseguiu a porção dobrada da unção - o melhor de Deus para a sua vida.


Qual é a mensagem aqui para nós?


Há várias fases no nosso crescimento espiritual em que Deus nos testa para ver se estamos satisfeitos com o que já recebemos ou se vamos prosseguir para o melhor e mais elevado de Deus.

Gilgal representa o lugar onde os nossos pecados são perdoados. Gilgal significa “círculo”, representa espiritualmente a nossa necessidade de ter comunhão com o Senhor pelo despojamento da carne e do velho homem com seus pecados e vícios. Muitos cristãos chegam a esse ponto e param aí. Alguns prosseguem até Betel (que significa "a casa de Deus") - que representa a comunhão com os crentes na família de Deus.

Depois do novo nascimento, devemos passar por Betel, que aponta para a nossa necessidade de estar na igreja. Alguns param aqui. É na igreja que nós ouvimos a voz do Senhor, somos abençoados pelo derramar do Espírito através dos dons, dos louvores e das mensagens. Não é possível crescer espiritualmente fora da igreja, pois é nela que o Senhor opera a benção e a vida para sempre.


Há muitos porém, que são negligentes e não se preocupam com seu crescimento espiritual, pois param nesta fase esquecendo que a Obra é dinâmica. Mas alguns vão ainda um pouco mais, até Jericó - que representa a manifestação do poder sobrenatural de Deus. Jericó significa “lugar da fragrância”. Apontando para o testemunho do Cristão diante do mundo, da evangelização, do proclamar as boas novas da Salvação e da volta do Senhor Jesus para as pessoas necessitadas. É a fase da instrumentalidade, quando o servo exala o “bom perfume de Cristo” por onde ele passa, atraindo outras pessoas para a presença do Senhor. Isso é o mais longe que a maioria dos cristãos vai.

Pouquíssimos percorrem todo o caminho até o Jordão - que representa a identificação com Cristo em Sua morte, como simbolizado no batismo. Pouquíssimos estão dispostos a andar o caminho da cruz.


Contudo, são esses poucos, que são devotos o suficiente para prosseguirem até a morte total do Eu, que recebem a porção dobrada - o melhor de Deus.

Hoje, todos nós estamos sendo testados em que etapa vamos parar. Eu caminho para chegar ao Jordão, e você?



Texto por Scheila Cunha

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo