Buscar
  • PIBBC

A VERDADEIRA MARIA

Quem realmente foi a verdadeira Maria, a mulher escolhida por Deus para ser a mãe de Jesus? A bíblia nos fala de personagens incríveis como Abigail, Débora, Ester e tantas outras, exemplos e inspiração para milhares de gerações até os nossos dias.


Mas, nos fala também de Maria, a mãe de Jesus, a mais extraordinária de todas e sobre quem criou-se uma grande polêmica: ou fala-se demais – exageradamente e sem respaldo bíblico – ou fala-se de menos, como se tivesse sido apenas uma “barriga de aluguel”, para um tempo determinado e mais nada, o que é imperdoável.


No entanto, as escrituras sagradas constatam a importância da existência desta grande mulher, escolhida sob o padrão de excelência do Deus Todo Poderoso, para ser a mãe e educadora do Seu Filho unigênito. Sendo Jesus cem por cento Deus e cem por cento homem, teve todas as necessidades e a educação de um ser humano comum: aprendeu a andar,dormiu,comeuechorou comoqualquerum de nós.


Apesar de o homem tentar deturpar os propósitos de Deus e transformá-los em “nem tanto, nem tão pouco”, a verdade de Deus sempre prevalecerá.

A verdadeira Maria, aquela que realmente existiu, é o tema da série que iniciamos esta semana, à luz da Palavra de Deus. Se ela tivesse podido opinar, certamente não teria permitido as infundadas crenças em torno do seu nome, por esta razão começaremos esclarecendo o que a verdadeira Maria não é:


1 - Maria não é a mãe de Deus, porque Jesus existe desde a eternidade, o que significa que como Deus Ele não tem mãe e como homem, não tem pai.


2–Maria não é imaculada, pois assim está escrito “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; (Romanos 3.23)

3 - Não é mediadora entre Deus e o homem porque não é onisciente, onipotente e onipresente, o que a impede de ouvir as súplicas de todos os povos da terra. Jesus é o único mediador entre Deus e o homem.


4 - Não é redentora e nem corredentora porque não foi seu o sangue derramado pelo perdão dos nossos pecados. O sacrifício de cruz foi feito por Jesus. O resto é história.


5 - Não foi virgem para sempre. Lucas 2.7 diz: “E deu à luz a seu primeiro filho, e envolveu‐o em panos, e deitou‐o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem”.


6 – Não foi assunta aos céus, mas com certeza foi uma mulher incomum, não arredou os pés da cruz , permaneceu aos dos pés do Filho enquanto era crucificadocomoummarginal, nomaiscruelegrotesco espetáculo registrado pela História. Assim está escrito: “E junto à cruz de Jesus estavam sua mãe, e a irmã de sua mãe, Maria mulher de Clopas, e Maria Madalena, de quem Jesus expulsara sete demônios”. João 19:25


Quem foi, então, a verdadeira Maria? A bíblia diz que ela foi agraciada e bendita entre as mulheres: “E, entrando o anjo aonde ela estava, disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres”. Lucas 1:28

(continua no próximo post)



Rosa Helena R. de Camargo

Revisão Digital: Sol Carvalho

Referências: Reverendo Hernandes Dias Lopes Celebração do Dia das Mães 2018) (e Scot Mcnigth – A Verdadeira Maria – Editora RBC – Curitiba - Paraná.

2 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
LOCALIZAÇÃO

Rua Dom Luiz, 619 - Vila Real Balneário Camboriú/SC 

88337-100

FALE CONOSCO

(47) 3361-1260

pibbc@hotmail.com

  • Facebook Igreja Batista em Balneário Camboriú
  • Instagram Igreja Batista em Balneário Camboriú

© 2019 por PIBBC